fbpx

Por que o respeito com uns aos outros faz bem aos relacionamentos?

Por que respeitar uns aos outros faz bem aos relacionamentos?

O respeito é um dos atos mais nobres que alguém pode ter perante outra pessoa. Além disso, é um dos comportamentos essenciais para se ter relacionamentos saudáveis, ou seja, pessoas com quem possamos confiar perto da gente.

Somos sete bilhões de pessoas no mundo, mais de 215 milhões de brasileiros e muitas personalidades diferentes. Mas não precisamos ir tão longe para compreender a importância do respeito nas relações, pois basta olhar para o nosso redor: conhecidos, amigos e família. Ter um bom relacionamento com eles influencia diretamente em nosso bem-estar.

É preciso que você se despida de pré-conceitos e quaisquer julgamentos. Assim, o respeito impera e outros sentimentos positivos se aproximam naturalmente, como a compaixão, o amor próprio e o amor ao próximo, a resiliência e o otimismo.

 

Relacionar-se é uma via de mão dupla

 

Relacionar-se é uma via de mão dupla

 

Uma relação é feita sempre por duas ou mais pessoas. Nela, existem dois ou mais pontos de vista diferentes. Essas perspectivas e pensamentos podem até coincidir em alguns momentos, mas é impossível que sejam iguais em todas os ocasiões. É nesse cenário que o respeito faz bem para a manutenção dos nossos relacionamentos.

Precisamos conhecer os limites, as fraquezas e as qualidades do próximo. Isso vai permitir que você potencialize o que o outro é capaz de fazer ao lembrar de suas características mais pessoais.

Também vai fazer com que você saiba reconhecer as fragilidades do próximo. Dessa maneira, você não permite que o outro chegue ao limite dele. É uma grande prova de amor respeitar o espaço e a individualidade dos nossos colegas, amigos e familiares.

 

Quando o respeito é mais necessário?

 

Quando o respeito é mais necessário?

 

Respeitar os demais é sempre importante, mas se faz indispensável quando estamos em um momento de discordância. No geral, as pessoas tendem a perder a consideração pelo próximo quando não estão de acordo com elas, o que resulta em brigas recorrentes e o fim de uma relação que seria de sucesso. Mas isso não pode, nem deve acontecer em sua vida.

No dia-a-dia, lidamos com pensamentos diferentes dos nossos o tempo todo. Quer um exemplo que você vai se identificar? Quantas vezes você já precisou respirar fundo em uma conversa com o seu amor devido a um pensamento contrário? Em uma relação amorosa é necessário ter paciência, que é um elemento exigido pelo respeito, para ouvir e entender o nosso par.

Saiba que escutar é o primeiro passo. E mesmo que você discorde inicialmente, o diálogo se faz imprescindível para que o respeito impere e você consiga compreender que a opinião do outro pode ser melhor. Afinal, nem sempre as melhores ideias saem da nossa cabeça.

Em uma relação conjugal, por exemplo, nós precisamos tomar algumas decisões conjuntas, como comprar uma casa e ter ou não ter filhos. É importante ouvir o ponto de vista do parceiro e até ter humildade para entender o porquê dele pensar diferente. Sem que se faça isso com amor e compaixão, é muito difícil que a relação vá para frente.

 

O ápice do respeito é a liberdade

 

O ápice do respeito é a liberdade

 

O respeito se materializa quando você permite que o outro pense, tenha as suas opiniões, viva as suas crenças, expresse os seus problemas e acredite na maneira como ele conduz suas próprias ações. E isso está nos simples atos da vida, como não questionar a maneira que o outro come, gosta de se vestir, entre outros.

Todo mundo tem amigos que gostam de falar, outros que gostam de ouvir e os que gostam apenas de chorar. Alguns são mais difíceis de se lidar que outros, mas o respeito permite que a gente crie lições verdadeiros de amizade e amor.

O ápice do respeito é permitir que o outro utilize o seu livre arbítrio como bem entender. Está muito ligado ao conceito de liberdade, pois permite que a pessoa viva de acordo com a sua própria vontade. Respeitar é não limitar o voo de quem você mais ama.

Deixe uma resposta